Um site sobre filmes, livros e obras de Terror

Fatal Frame ( Gekijô-ban: Zero )

fatal-frame

 

Ano: 2014

 

 

Direção: Mari Asato

 

 

Elenco: Aoi Morikawa, Ayami Nakajô, Kôdai Asaka

 

 

O filme Fatal Frame é baseado em um livro chamado Fatal Frame: A Curse Affecting Only Girls, de Eiji Otsuka. O início de tudo, na verdade, foi o jogo Fatal Frame de Playstation 2 que o Adoro Terror vai falar sobre no próximo post.

Também conhecido como Project Zero, o jogo é um survival horror no qual uma garota vai investigar uma mansão misteriosa portando apenas uma câmera, cujo filme fotográfico tem o poder de exorcizar fantasmas. A história, como podemos ver, é tipicamente japonesa, o mesmo se pode esperar do filme.

A versão cinematográfica se passa em um colégio de freiras, onde a popular Aya misteriosamente resolve se trancar por dias isolada dentro do próprio quarto.

A estranha reclusão gera uma série de boatos, alguns deles envolvendo uma estranha maldição que só afeta mulheres. Claro que esta lenda terá um terreno bastante fértil, já que estamos em um internato só de garotas.

Misteriosamente, algumas das alunas começam a ser assombradas pelo fantasma de Aya e aos poucos vão aparecendo mortas. Uma das amigas de Aya, Michi, resolve investigar o que está se passando e descobre mistérios e lendas acerca do passado do internato.

Para quem jogou o excelente Fatal Frame, a expectativa de ver um filme no estilo do jogo será frustrante. Apesar de ter algumas cenas envolvendo a câmera que enxerga fantasmas e bate foto com espíritos, o estilo do filme é muito independente do jogo.

Fatal Frame é um bom terror japonês que não deve nada a onda de filmes de terror oriental que deu uma mexida no gênero já saturado pelo estilo hollywoodiano.

Criativo, com uma fotografia bela e onírica, o filme é uma experiência visual fantástica com enquadramentos diferenciados e luz etérea. A Direção de Arte torna o antigo colégio ainda mais assustador .O clima do filme lembra um pouco o excelente Suspiria de Dario Argento. As paisagens típicas japonesas e temas tradicionais por lá, como o lago dos suicidas, estão presentes aqui também. O homossexualismo feminino é tratado com naturalidade entre as internas graças ao olhar delicado da diretora do filme.

Negativamente, destaco alguns pontos. O estilo do filme é lento demais, mesmo isso sendo algo comum aos orientais, acredito que a história poderia ser mais recheada para gerar algo que justificasse o tempo de duração do filme. Não há sustos, o que é uma honestidade não abusar dos cortes bruscos com som alto muito usado no cinema do ocidente, mas o fato do espírito ser “do bem” dá uma quebrada no clima prejudicando o fator medo.

Se você gosta de horror oriental, não perca tempo e veja já esta ótima opção.

NOTA DO EDITOR: 7,5

 

CENAS MEMORÁVEIS: ( Podem conter spoiler )

  • A cena de Aya levitando na Igreja, causando desmaios coletivos, é muito boa.

FatalFrame-20 FatalFrame-21 FatalFrame-4 FatalFrame-27 FatalFrame-32 FatalFrame-35 FatalFrame-37 FatalFrame-51 FatalFrame-52           FatalFrame-68

 

Trailer:

OBSERVAÇÃO: Este site NÃO disponibiliza filmes, livros e nem jogos para download.
Qualquer dúvida ou sugestão, entre em contato através do email: contato@adoroterror.com.br

 

Facebook – https://www.facebook.com/adoroterror.com.br

Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCkiipYAfmJjszD3SvB7ZlBg

Compartilhe:
Facebook Twitter Email Pinterest Tumblr

Post a Comment

Your email is kept private. Required fields are marked *