Um site sobre filmes, livros e obras de Terror

Drácula, O Príncipe das Trevas ( Dracula: Prince of Darkness )

dracula-o-principe-das-trevas

 

 

Ano: 1966

 

 

Direção: Terence Fisher

 

 

Elenco: Christopher Lee, Barbara Shelley, Andrew Keir

 

Drácula, o Príncipe das Trevas, é mais uma produção da Hammer Film tendo Christopher Lee no papel do vampiro mais famoso de todos os tempos. Este filme é uma continuação direta de O Vampiro da Noite, continuando a história do Drácula e avançando mais um pouco no livro de Bram Stoker. No início temos um preview do que aconteceu no primeiro filme.

Dez anos após a morte de Drácula, quatro viajantes acabam sendo “acidentalmente” conduzidos até o castelo do vampiro onde serão usados em um ritual para ressuscitar e alimentar o conde.

Como já dito no filme anterior, mesmo sabendo que Coppola e Fisher adaptaram o mesmo livro, é interessante ver o quanto Coppola homenageou as obras da Hammer. O espírito do terror clássico com cenários marcantes, o inteligente uso de sombras e perspectivas, a trilha sonora poderosa, a fotografia quase gótica as vezes, tudo está na tela. O famoso personagem de Renfield vivido por Tom Waits na adaptação de 1992 é praticamente uma adaptação fiel do personagem Ludwig deste filme.

O filme infelizmente não conta com Peter Cushing como Van Helsing. Aqui, o caçador de vampiros é um padre excluído da sociedade que acredita na lenda e estudou o mito de Drácula. Através do padre, todos os elementos vampíricos são estabelecidos: medo da cruz, alho, luz solar, a necessidade de ser convidado para entrar, etc.

Dracula aqui, além de “Renfield”como servo, tem um mordomo chamado Klove que toma conta do castelo em sua ausência. Vejo o personagem como uma figura extraída do Expressionismo Alemão, que poderia ter sido retirada do Nosferatu de Murnau ou de outros clássicos como O Gabinete do Dr. Caligari.

Um ponto negativo do filme é que Christopher Lee só aparece depois da metade inicial da história. O começo tem muito suspense com a exploração do castelo, que quase vira um personagem na trama. Após a ressurreição de Drácula, o filme ganha em drama e ação. Para compensar, quando o filme está lidando com o Terror, ele não deixa a desejar.

Uma curiosidade é que Drácula não fala neste filme. Christopher Lee disse que preferiu não dizer nada porque os diálogos eram péssimos e desnecessários, mas o roteirista garante que originalmente não havia mesmo nenhum diálogo escrito, tornando esta discussão lendária na História do Cinema. Outra corrente dizia que a Hammer diminuiu as cenas e diálogos de Lee para baratear o salário.

Mesmo sendo inferior ao primeiro, ainda assim O Príncipe das Trevas é um filme maduro, com uma cinematografia bem trabalhada e momentos grandiosos. A premissa do Adoro Terror sempre foi: se tem o mestre Christopher Lee já há um motivo inquestionável para o filme ser visto.

NOTA DO EDITOR: 8,5

 

CENAS MEMORÁVEIS: ( Podem conter spoiler )

  • O ótimo ritual para a ressurreição de Drácula

Dracula_OPrincipeDasTrevas_01 Dracula_OPrincipeDasTrevas_02 Dracula_OPrincipeDasTrevas_03 Dracula_OPrincipeDasTrevas_04 Dracula_OPrincipeDasTrevas_05 Dracula_OPrincipeDasTrevas_06 Dracula_OPrincipeDasTrevas_07 Dracula_OPrincipeDasTrevas_08 Dracula_OPrincipeDasTrevas_09 Dracula_OPrincipeDasTrevas_10 Dracula_OPrincipeDasTrevas_11 Dracula_OPrincipeDasTrevas_12 Dracula_OPrincipeDasTrevas_13           Dracula_OPrincipeDasTrevas_14

 

Trailer:

OBSERVAÇÃO: Este site NÃO disponibiliza filmes, livros e nem jogos para download.
Qualquer dúvida ou sugestão, entre em contato através do email: contato@adoroterror.com.br

Facebook – https://www.facebook.com/adoroterror.com.br

Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCkiipYAfmJjszD3SvB7ZlBg

Compartilhe:
Facebook Twitter Email Pinterest Tumblr

Post a Comment

Your email is kept private. Required fields are marked *