Um site sobre filmes, livros e obras de Terror

A Meia-Noite Levarei Sua Alma

a-meia-noite-levarei-sua-alma

 

Ano: 1964

 

 

Direção: Zé do Caixão ( José Mojica Marins )

 

 

Elenco: Zé do Caixão, Magda Mei, Nivaldo Lima

 

A Meia-Noite Levarei Sua Alma é considerado o primeiro filme de terror brasileiro. Clássico indiscutível, foi o filme que apresentou o personagem Zé do Caixão para o mundo, popularmente chamado de Coffin Joe no exterior.

O filme, em plena época da ditadura, sofreu nas mãos da censura por trazer temas polêmicos.

Para financiar o filme, Zé do Caixão vendeu a casa e o carro. Visivelmente o orçamento do filme é baixo, basicamente se passando todo em estúdio com apenas 2 cenas externas, o que não prejudicou em nada as ótimas idéias e soluções encontradas por Zé para fazer um filme que entraria para a História.

Transgressor, o enredo mostra um coveiro, Zé do Caixão, que é temido por todos na cidade. Ele comete blasfêmias, como por exemplo comer carne em plena Sexta-Feira Santa. Além disso, ele é violento, a ponto de bater em mulheres.

A história foca na tentativa de Zé em gerar um filho. Diante de várias frustrações, ele comete assassinatos, estupros e blasfêmias. No Dia de Finados, uma cigana avisa que a alma dele será levada para o inferno, despertando raiva e loucura no coveiro.

Claro que um enredo deste para 1964 é bombástico e o filme é um caso a parte na cinematografia brasileira. Além de diferente de tudo o que existia, o modo de José Mojica dirigir chamava atenção. Ele submetia o elenco a situações constrangedoras, trazendo muito do medo real para a tela. A equipe conta que, em uma das cenas, o câmera se negou a rodar porque já não tinha mais luz, Zé puxou uma arma e obrigou a equipe a rodar a cena. Posteriormente, Zé confirmou a história, mas disse que a arma era de brinquedo.

O filme traz elementos bem brasileiros ao lidar com catolicismo, ciganos, costumes morais da sociedade da época, misticismo, macumba e crendices populares. Surpreendentemente, o filme tem boas cenas gore, com sangue e violência gráfica.

José Mojica Marins é um diretor artesanal, aprendeu tudo vendo filmes, já que seu pai trabalhava em um cinema. Aos 12 anos ganhou uma câmera, logo depois criou uma escola de interpretação, aprendendo tudo no fazer e experimentar.

A carreira de José Mojica também tem suas peculiaridades. Apesar dos filmes irem bem de público, nunca foram um sucesso de crítica. Mojica dirigiu vários filmes pornôs para bancar suas produções. Somente quando virou um fenômeno cult e trash nos Estados Unidos, décadas depois, que a obra dele foi revisada e mais respeitada pela crítica nacional.

Para finalizar, este filme é o começo de uma trilogia, que continua com Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver e termina com Encarnação do Demônio. Em breve o Adoro Terror falará destes e de outros filmes deste personagem misterioso, único e cativante.

NOTA DO EDITOR: 10

 

MeiaNoiteLevareiSuaAlma2_2 MeiaNoiteLevareiSuaAlma4_3 MeiaNoiteLevareiSuaAlma4_5 MeiaNoiteLevareiSuaAlma4_8 MeiaNoiteLevareiSuaAlma5_3 MeiaNoiteLevareiSuaAlma7_1 MeiaNoiteLevareiSuaAlma8_1 MeiaNoiteLevareiSuaAlma9_4 MeiaNoiteLevareiSuaAlma11_1 MeiaNoiteLevareiSuaAlma13_2 MeiaNoiteLevareiSuaAlma14_3           MeiaNoiteLevareiSuaAlma15_7

CENAS MEMORÁVEIS: ( Podem conter spoiler )

  • Zé do Caixão no bar é o início do gore nacional.

 

OBSERVAÇÃO: Este site NÃO disponibiliza filmes, livros e nem jogos para download.
Qualquer dúvida ou sugestão, entre em contato através do email: contato@adoroterror.com.br

 

Facebook – https://www.facebook.com/adoroterror.com.br

Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCkiipYAfmJjszD3SvB7ZlBg

 

Compartilhe:
Facebook Twitter Email Pinterest Tumblr

Post a Comment

Your email is kept private. Required fields are marked *