Um site sobre filmes, livros e obras de Terror

A Fronteira – Frontiere(s)

Frontieres  
  Ano: 2007
  




  Direção: Xavier Gens
  



  Elenco: Karina Testa, Aurélien Wiik, Patrick Ligardes


(A) Fronteira é mais um violento filme da safra francesa de horror, ao lado dos ótimos Alta Tensão, Martyrs e A Invasora.

Uma gangue de criminosos aproveita os violentos protestos que estão ocorrendo na França para fugir do país. A gangue tem seus problemas internos, como um rapaz baleado, uma garota grávida e uma série de traições entre eles.

O filme começa com uma montagem rápida e câmera bastante ágil, parecendo mais um filme de ação do que terror. Até o momento em que uma parte do grupo chega em uma pousada perdida em uma estrada, e o filme muda bruscamente.

Apostando em uma violência explícita, com cenas de tortura e mortes violentas, A Fronteira chega ao gore, com muito sangue jorrando durante a sua projeção. Neste momento, entendi que era para não levar o filme tão a sério e enxergá-lo como uma alegoria da França hoje, já que na história os assaltantes são muçulmanos e os donos da pousada são uma família de nazistas (!!!) com seus desejos de raça pura.

Em um momento pós Charlie Hebdo, o filme cai como uma luva ao discutir toda a xenofobia que a França vive hoje. Os muçulmanos são tratados como porcos, literalmente, no filme. Toda a paranóia social está presente também.

Independente do discurso político, o filme mescla bons momentos de tensão com terror tradicional. Quando a personagem principal é capturada pela família e passa a viver no meio daquele bando de malucos, fingindo que tudo ali é normal, o filme ganha ares sufocantes de suspense. A loucura vira pauta e nesta hora o filme lembra demais O Massacre da Serra Elétrica, inclusive, com um dos personagens sendo um açougueiro que adora pendurar corpos em um frigorífico. Muita gente vai lembrar do O Albergue também, por conter uma cena bastante parecida, o que considero mais uma homenagem/citação para não dizer um plágio muito descarado.

A Fronteira peca em buscar um certo exagero, seja graficamente em suas cenas, como também nos ambientes e na história um pouco difícil de engolir. Uma direção mais simples teria feito muito bem ao filme, que ainda assim, cumpre bem o seu papel de perturbador e chocante.

 

AVALIAÇÃO DO EDITOR: 7,5

 

CENAS MEMORÁVEIS: ( Pode conter spoiler )

  • Quando o nazista corta o tendão do rapaz com um tesourão, no melhor estilo O Albergue.
  • A cena em que a personagem mata um dos vilões forçando-o contra uma serra.
  • A cabeça de um dos vilões explodindo por um tiro de 12, ficando só a parte de baixo do crânio
  • O momento em que um dos mocinhos derrete na sauna, virando uma bolha humana.

vlcsnap-00038      vlcsnap-00122 vlcsnap-00096      vlcsnap-00084 vlcsnap-00083      vlcsnap-00079 vlcsnap-00075           vlcsnap-00041

OBSERVAÇÃO: Este site NÃO disponibiliza filmes para download.
Qualquer dúvida ou sugestão, entre em contato através do email: contato@adoroterror.com.br

 

Compartilhe:
Facebook Twitter Email Pinterest Tumblr

Post a Comment

Your email is kept private. Required fields are marked *